Era uma vida perfeita depois do filho nascer. Mas 14 semanas mais tarde tudo mudou…

Imagina a felicidade depois do nascimento do teu primeiro filho… A família completa, a certeza de que a vida só está a começar e que nada nem ninguém poderá mudar esses planos de continuar com a vida perfeita… Era assim que a americana Kellie Haddock vivia há dez anos atrás.

vida_perfeita_tudo_mudou_1

Porém, um trágico acidente de carro na Florida, em 2004, mudou totalmente a sua vida. Ela viu o marido morrer devido aos ferimentos do acidente e o filho Eli, com dois meses e duas semanas de vida, ficar gravemente ferido.

vida_perfeita_tudo_mudou_2

O mundo de Kellie desabou. Perdeu o marido e ainda precisava conviver com o diagnóstico que os médicos deram ao seu pequeno bebê: mesmo que sobrevivesse ele provavelmente não seria capaz de andar, falar ou demonstrar algum tipo de emoção. Graças à equipa médica que atendeu prontamente o bebé, Kellie pôde levá-lo para casa uma semana depois do ocorrido, quase que milagrosamente.
Eli cresceu e tornou-se um menino saudável. Para agradecer à equipa médica que salvou a vida do filho, a mãe não poupou esforços para conseguir encontrar cada um deles, socorristas do helicóptero, médicos e enfermeiros, dez anos depois do ocorrido. Foram cerca de seis meses de pesquisas até localizar todos e conseguir marcar um encontro. No seu blog, Kellie disse que eles são “heróis” e que precisava agradecer por tudo o que fizeram pelo seu filho.

vida_perfeita_tudo_mudou_3

O material colhido em cada encontro permitiu fazer este emocionante vídeo abaixo onde ela conta a sua trágica história, agradece aos profissionais e os convida para um jantar especial.
Metade dos profissionais disseram a Kellie que nunca tinham recebido um agradecimento de um ex-paciente e ela diz que espera influenciar mais pessoas a agradecerem às pessoas que tiveram um tal impacto nas suas vidas.
“Há tanta coisa errada no mundo e é tão fácil de apontar ás pessoas o que estão fazendo de errado. Nós raramente usamos nosso tempo para perceber quando as pessoas estão fazendo bem”, disse ela. “Eu quero ser uma pessoa que observa quando alguém faz algo certo. Quanto melhor seria o mundo se todos nós passássemos mais tempo focados no certo em vez do que há de errado?”, questiona.
O vídeo tem mais de cinco minutos de pura gratidão, humildade, amor e reconhecimento pelo serviço prestado.
É emoção do início ao fim.

vida_perfeita_tudo_mudou_4

vida_perfeita_tudo_mudou_5

Assista ao video abaixo: