Mãe é principal suspeita de estrangular a filha de 3 anos até a morte

A mãe da criança é a principal suspeita do crime. o caso foi registrado como homicídio por asfixia mecânica.

Uma morte trágica deverá ser investigada pela Polícia Civil de Alagoas. Uma menina de apenas três anos foi estrangulada até a morte na noite da sexta-feira (28), no bairro do Bom Parto.

É da Polícia Militar de Alagoas a informação de que policiais do 4º BPM foram acionados até a casa da vítima e da acusada, onde receberam da mãe da garotinha o primeiro depoimento informal de que ela teria caído da cama e batido com a cabeça no chão.

Ainda no interior do imóvel, os militares alegam ter verificado no corpo da menina ‘marcas de espancamento’. Quando peritos do Instituto de Criminalística chegaram ao local, identificaram indícios de que a morte da menina não teria sido um acidente e sim assassinato.


A PM então, conduziu a mãe da menor, Luana Soares da Silva, de 24 anos, até a Central de Flagrante II, onde, segundo consta no Boletim de Ocorrências do Centro Integrado de Segurança Pública, o caso foi registrado como homicídio por asfixia mecânica.

Ainda segundo o B.O., Luana teria confessado que espancou e estrangulou a filha. A acusada foi autuada por homicídio doloso, quando há intenção de matar.

A morte da menor será investigada pela Delegacia de Homicídios e um laudo do IML deve comprovar ou não a tese de assassinato.